Entrevista no blog Perdidas na Biblioteca

As meninas do blog Perdidas na Biblioteca me entrevistaram! Vamos ler alguns trechos:

Eu achava que sabia o quanto era difícil escrever um livro, encarar o processo de produção de um livro, se lançar no mercado editorial. Tudo o que eu achava que sabia caiu por terra, aos poucos. É bem mais difícil e complexo do que parece. Ter a oportunidade de passar por tudo isso foi um aprendizado enorme, mas, antes de tudo, uma lição de humildade.

Acho que há sim o momento para ser paciente e esperar por respostas das editoras, mas também há o momento em que você tem que agir se realmente acredita no trabalho que desenvolveu. E tudo conspirou para coincidir com esse momento. Vi Deus trabalhando tremendamente em cada passo que dei. Hoje, olho para trás e percebo que agora, sim, estou pronta para publicar Picta Mundi. A Gleice de final de 2012 (quando tinha acabado de escrever a primeira versão de PM) não estava. A espera foi longa e dolorida, mas Deus estava no comando todo o tempo.

Confira a entrevista completa aqui!

Entrevista no blog Perdido em Palavras

O querido Robson, do blog Perdido em Palavras, me entrevistou e você pode conferir aqui alguns trechos:

Foi difícil encontrar a voz e o tom certo para Donato, tanto que deixei esses capítulos para escrever por último. Somente quando estava efetivamente em Picta Mundi, que achei a voz dele e daí fluiu muito fácil.

Quem me conhece vai ver muito de mim em Letícia, mas também em Felipe, em Daniel e até Donato. Eu estou nas páginas de Picta Mundi. Foi um processo terapêutico, quase. Não consigo me desvincular de histórias que escrevo e admiro autores que conseguem.

.

Confira a entrevista completa aqui!